rogbenites@gmail.com

terça-feira, 6 de abril de 2010

Santa Casa de Livramento continua a sofrer.....

Enquanto isso em nossa aldeia chamada Livramento, continuamos com a luta para manter o caos em níveis suportáveis, pois o desgoverno fica claro, explicito para a população, vide o fechamento do Hospital Santa Casa por 5 meses, deixando um saldo catastrófico para o povo que teve que ser atendido em outras cidades, que tiveram seus filhos nascidos em outro país, que tiveram seus familiares mortos, o número ninguém sabe a sua totalidade. Os trabalhadores demitidos mais de 100 em sua maioria mulheres, chefes de famílias que discriminatoriamente foram colocadas para fora do hospital sem receberem as verbas rescisórias, e o que é pior com a anuência e concordância da direção do próprio sindicato da saúde.

Mas, para muitos a única saída para o hospital era essa, quase a totalidade dos atores que dominam a mídia escrita e falada, era a dita gestão do Mãe de Deus.


Nós do PSOL lutamos de todas as formas pelo hospital, articulando emendas através do mandato da nossa deputada federal Luciana Genro em beneficio do hospital num montante de R$ 1.050,000 Um milhão e cinqüenta mil reais. Na eleição de 2008, quando fui candidato a prefeito, denuncie a perseguição aos trabalhadores, o aparelhamento político, e posteriormente os desvios de mais de R$ 500 mil reais e provamos que lá existia uma administração fraudulenta e corrupta, que deu base para reeleger o prefeito e os vereadores atuais.


Contudo uma grande parcela da população e dos trabalhadores foram enganados, com mentiras e falsas promessas de campanha eleitoral, haja vista que Wainer/Ico e Elifas estiveram lá dentro do hospital afirmando que caso fossem eleitos, tinham o compromisso de manter o hospital de portas abertas, e de que os trabalhadores não sofreriam nenhuma perda, afinal de contas estavam recebendo em dia, o hospital estava na linguagem da gurizada, bombando, tinha gestão da qualidade, gestão financeira, de competência e tudo mais, páginas e páginas no jornal a platéia.

Mas infelizmente o hospital acabou fechando, e resultado citado acima todos conhecem. Se não fosse a pressão da sociedade através da ACIL o hospital não reabriria, graças a Deus reabriu para a felicidade de todos.

Temos muitas contradições com essa administração do Mãe de Deus, além das demissões injustas e desrespeitosas, que criaram mais caos social com desemprego e recessão em nossa cidade.


Nós não concordamos e estamos aqui denunciando, a direção do hospital Mãe de Deus, que propalou uma nova gestão, mas continua com as práticas antigas de perseguição aos trabalhadores, haja vista que foram demitidos 11 trabalhadores com estabilidade sendo, sete membros da direção do sindicato e 4 membros da CIPA e a não garantia dos direitos trabalhistas.


E por último, pasmem senhores no domingo dia 5 de abril, os pais do João Vitor procuraram o plantão do hospital para receberem atendimento de urgência, pois seu filho um bebe de colo com poucos meses, estava com febre, peito apertado doente, não quiseram atende-lo porque não possuía documentação brasileira, desta forma não podia ser atendido. Mesmo sendo informados de que os documentos estavam sendo agilizados em Brasília, pois seu filho nascera no Uruguai no período em que o hospital estava fechado, mesmo assim o atendimento foi negado.

Quem de sã consciência, não respeita o ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente), quem não é um pai ou uma mãe que nega a assistência a um bebe, merece nosso respeito, esta é a gestão do Mãe de Deus? tenham certeza que colocarão as culpas nos funcionários, como sempre a corda rebenta do lado mais fraco.


Nós não aceitamos, e vamos cobrar do prefeito/governadora/presidente, seja de quem for nossos direitos, portanto hojo com essa gente, com os salvadores da pátria.


Sabemos da dificuldade do hospital e vamos lutar como sempre para mantermos de portas abertas, tenho certeza que desta forma estamos ajudando a salvar vidas, e que no futuro não venha a acontecer esses absurdos atos de selvageria e desumanidade com o nosso povo.


Povo de livramento não se deixe enganar mais uma vez, as eleições estão ai, eles os partidos tradicionais e seus governos corruptos, irão tapar suas mentes de falsas promessas, com muitos milhões de reais, desviados do erário público.


É chegada a hora de dar um basta a esses corruptos que desviaram mais de R$ 500 mil do hospital, nos governos Wainer/Yeda/Lula que nos abandonaram, ou alguém pode me dizer que não foi no governo deles que o hospital fechou por 5 meses.

Um comentário:

Anônimo disse...

ROGERIO explica melhor quem impolsou 500 mil e onde foi investido este dinheiro. Por acaso teria sido na compra de algum campo no uruguai?