rogbenites@gmail.com

quarta-feira, 21 de abril de 2010

No onibus do Prado...

Após assistir a uma palestra motivadora do Valmir professor universitário, com um curriculo vasto,
onde ele deu enfase a felicidade, a vida com qualidade e não a qualidade de vida, dizendo que nós santanenses temos condições sim de solucionar os nosso problemas, porém necessitamos acreditar.
Disse ele que assim é nas empresas, o AU OU DO, au cliente qualidade, beneficio, mas ninguém pergunta qual a necessidade Do cliente, pois é uma grande mentira, somente há um objetivo aumentar a lucratividade e ponto.

Voce está feliz? na empresa em que está trabalhando?
Quem vai dizer que não est[a feliz? Ninguém o fará, senão perde o emprego, em livramento seria dificel conseguir outro.

Após a palestra, pego o onibus do Prado para vir para casa encontro um menino de 15 anos que estuda na 7°série do rivadávia Correia noturno, o Matheus filho do Jorge que trabalhou no Lanificio, ele me contou que largou curriculo por todo o lado, 6 somente no Righi,  se não conseguir emprego para ajudar a sua familia, no mes que vem vai abandonar a escola, para ir trabalhar com seu pai em campanha de inseminador, porque aqui em Livramento não tem emprego mesmo, ele disse que seu pai não cansa de comentar sobre o tempo que nossa cidade tinha empresas como o LANIFICIO, ARMOUR, etc... tinha empregos, hoje nossos filhos tem que estudar já sabendo seu destino, é a rodoviaria, é ir embora da cidade.

 Disse a ele que não pare de estudar, que corra atrás de seus sonhos, que sonhe alto, voe alto.

Chegou a minha parada, me despedi, mandei um abraço para seu pai, pois minha mãe também trabalhou no Lanificio e pode criar tres filhos sozinha graças a esta empresa, graças a um trabalho digno.

Nas duas quadras que separam minha casa da parada, pensei o que há de errado conosco?
Porque as coisas aqui estão nessa situação?
Até quando aceitaremos este quadro de que não dá é assim mesmo, sempre foi assim?
De quem é a responsabilidade então?

Uns poderão dizer é nossa, pois escolhemos errado nosso representantes, outros dirão são os representantes políticos eles depois de eleitos nos esquecem, e outros dirão são os políticos e nós mesmos.

Para mim o grande culpado é o Estado em seu todo, União, estado e municipio, que nos deixou abandonados, ao qual nos devia CUIDAR, pois vivemos em zona de fronteira, defendemos o nosso Brasil, no garrão do Rio Grande, e o que ganhamos com isso.

Nosso pais tem que ir trabalhar nas maças, deixando suas familias sós, e ainda quando retornam tem que dar uma porcentagem para a caixinha do Melado.

Nosso principais talentos para alcançarem a felicidade tem que irem embora para outras cidades em busca de seus sonhos.

Ficamos 5 meses com a nossa Santa Casa fechada, quantos morreram mesmo neste periodo?
Ninguém sabe, ninguém diz, sempre foi assim...

Os culpados para o fechamento do Hospital, segundo a camara, os vereadores, o prefeito, a governadora e o Presidente? foi os funcionários e o povo.

Foi o povo que ficou sem o atendimento e os funcionários que tiveram 106 demitidos sem pagar-lhes nenhum centavo em nome do social.

Sempre defendi NÃO AS DEMISSÕES, mas eles a direção do Sindicato Traidor Sindisaúde, fez a cabeça dos funcionários dizendo que sómente esta era a saída, demitir, diminuir a folha, enxugar a máquina, na eleição de  2008, eles diziam ao contrário, pois o hospital chegou a ter 400 funciona´rios, lembram?

O prefeito, os vereadores a govenadora e o presidente nos abandonaram totalmente, desmancharam, fecharam o hospital, de médio porte de atendimento de 180 leitos com 330 trabalhadores.
Para reabri-lo com 120 leitos e 220 funcionarios para dizer viram nós abrimos a Santa Casa, ou seja, até quando aceitaremos esta cultura do desmanchar o que temos, grandioso, e vir alguém de fora fazer algo bem menor, pequeno e dizer a este é bom, ele sabe fazer eu fiz.

Será que é o nova mesmo esta gestão do Mãe de Deus?

Não quero aqui ser o estraga prazer, depois todos dizerem a esses caras do PSOL, querem ser promoverem nas costas do hospital, foi assim quando na eleição de 2008, quando fui candidato a prefeito dei enfase na questão do hospital e os próprios funcinonários, mas eles estiveram lá dentro, eles tem nome sim Wainer, Ico, Elifaz, e seus aliados, todos a convite da Leda antiga Provedora, envolvida no processo de suposto desvio de mais de 500 mil reais dos cofres do hospital, ao qual nós denúnciamos e provamos que lá existia corrupção, os convidou para fazerem campanha lá dentro. Eles prometeram que se eleitos nada, nada aconteceria com o hospital e com os funcionarios, haja visto, que estavam recebendo em dia, e tinham recebido crédito até mesmo no Banrisul de até 2 mil reias.

Foi assim que o povo votou, enganados, iludidos, onde está mesmo os 500 mil reais?
Nas carreatas milionárias, nos panfletos coloridos, elegeram quantos vereadores mesmo?

Talves seja este  o motivo deles vereadores não terem feito nada, na questão da santa casa, nem um abaixo asssinado, CPI, mesmo que não desse em nada mesmo, pra que?

Deixa assim sempre foi assim......

Convoco a todos que não aceitam todos estes fatos citados acima a se juntarem a nós do PSOL, pessoas de bem para dar um BASTA, nesta situação, de falta de emprego, saúde, educação, para lutarmos por uma grande transformação social de verdade, através da participação, e construção da cidadania, utilizando a melhor das ferramentas que é um partido limpo, ético, e com um lado para defender, o lado do povo e dos trabalhadores, venha para o PSOL.


Rogério Benites 20 de abril de 2010.

3 comentários:

Anônimo disse...

AMIGO

Respeito sua opinão, mas não entendo uma coisa.Porque você fica falando e fazendo somente em prol a Santa Casa. Tenhos problemas tão grave ou maiores atualmente do que o nosso hospital. Você não concorda?
Quem sabe tratar os outros problemas da mesmo forma com que trata este?
Obrigado

Anônimo disse...

Conheces a história do franco atirador? Te camuflas, estrategicamente colocado e disparando para todos os lados. Atinges o presidente, a governadora, os deputados, senadores, o prefeito, os empresários, os sindicalistas, os vereadores, todos são alvos dos teus disparos. Para os deputados e vereadores do PSOL os disparos não passam nem de raspão mesmo transitando entre os alvos aleatórios e escolhidos... Tu achas mesmo que a salvação está em todos (povo) entrar para o teu partido? Se num dado momento os quarenta, cincoenta mil eleitores de Livramento resolvesse votar para deputado estadual do PSOL aqui da região, quem se salvaria? A solução é entrar para o teu partido mesmo? Onde e com quem o PSOL arrumaria emprego? Quantas emendas para salvar a UERGS, quantas emendas para a Santa Casa? Plantaria maçãs em Livramento para que o pessoal não tivesse que sair daqui? E nas terras de quem? Se a sociedade é tão complexa, um discurso simplista, uma solução simplistas: entra para o partido de gente de bem para dar um basta, soa como enganação... Se te elegeres prefeito de LIvramento, governarás com quem? Quem serão teus secretários, assessores, técnicos?
Antônio Gaudério do Nascimento
tonhogauderio@bol.com.br

Anônimo disse...

Rogerio, a discussão é importante, mas é preciso que se fale o que importa. Sant'Ana do Livramento produz 850 milhões por ano e isso quer dizer, +- 340 milhões em impostos, por ano. Ou seja, produzir, nós produzimos. O problema é que está concentrado demais. São os Estamentos Portugueses. 80% vai para a União, 272 milhões. Desconcentrar renda é um ato politico, depende do prefeito, dos Vereadores, dos Deputados e da Governadora. O problema maior reside exatamente em quem sofre a ação: os eleitores, que não sabem votar. E caem na conversa facil, especialmente de voces, socialistas. Falam, falam, prometem, prometem, mas depois de eleitos, esquecem. Quem é o Prefeito? Um socialista. E o que ele faz pela cidade que o elegeu? Bem pouco. Voce sabe disso. Na questão da Santa Casa não moveu um dedo para reabrir. Porque? Talvez a resposta esteja lá com o dono do Hospital privado.