rogbenites@gmail.com

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Aplatéia, Sisprem e DAE

A manchete do jornal de amanha, discussoes nas radios .......................

" Vereadores ouvem o apelo e sedem a pressao popular ao nao aprovar o aumento da taxa da àgua do DAE"  ?


Hoje fui assistir a uma peça de teatro na câmara de vereadores, pois seriam votados projetos importantes para a comunidade santanense, os protagonistas logicamente, os nobres vereadores.  Estavam presentes dirigindo os trabalhos na mesa o presidente da casa Bernardino Fontoura do PSDB, vice Melado do PTB e substituindo ao secretário e futuro presidente Sérgio Moreira que assumirá dia 3 de janeiro o Xepa do PDT, a bancada da situação do governo Wainer estava completa com a presença do Nelmo, Batista e Ivan todos do PSB, Ivan substituía Edu do DEM, pelo lado da dita oposição estavam Glauber do PT, Carine PMDB, Germano e Coronel PTB.



Pela importância do momento e o apelo da mídia, o plenário estava lotado, com lideranças políticas, representantes de associações de bairros e pessoas da comunidade. Ao abrir a sessão de imediato informaram que havia um acordo entre “TODOS” eles para votarem o Projeto de Lei n˚ 164/0 – Altera os artigos 154 e 157 da Lei municipal n˚5066/06, adequando essa aos dados atuariais pertinentes a assistência à saúde, redefinindo os descontos e co-participação dos segurados do SISPREM.

A proposta da situação era de aumentar em mais de 50% consultas, exames e hospitalizações, com o “ACORDAO” entre os vereadores, aprovaram por unanimidade um aumento em média de 30% nos itens citados acima, ou seja, uma vergonha, apesar do apelo e protestos dos funcionários públicos e do DAE que estavam presentes. Sem ao menos discutir e propor alternativas para amenizar a situação falimentar do sistema de previdência do município, foi goela abaixo, a alegação foi a seguinte votamos uma ementa que rebaixa o reajuste ou passaria assim mesmo.

“Os funcionários públicos pagaram a conta mais uma vez, os trabalhadores como sempre, infelizmente pela falta de representantes que defendam seus interesses naquela casa e na própria direção de seu sindicato”.


        Chegou a hora de apreciar o projeto mais esperado por todos,  o aumento da taxa da água, Projeto de Lei n˚167/10 fixa as taxas de água, esgoto expediente e de prestação de serviços do DAE e dá outras providencias.   Muita falácia da oposição, aproveitando o grande público presente como era de esperar. 

O povo com cartazes e palavras de ordem cobrou dos ilustres vereadores para que não aprovassem o aumento da taxa da água, a pressão surtiu efeito e por cinco votos foi rejeitado o projeto de Lei, sendo que o melado que vota com situação votou contra o aumento.





Quase todo o plenário ecoou “O povo unido jamais será vencido”, a consciência e o medo de não ser reeleito pesou entre os vereadores.

Conseguimos, pelo momento não pagar a conta, ficou claro e evidente que as más gestões na autarquia nos últimos anos è que a levaram a esta grave crise financeira, porém se percebe que a situação è grave e no ano que se inicia Wainer e seus aliados irão tentar de novo, fazer com que a corda rebente no lado mais fraco, nos “trabalhadores”, como sempre, pois os maiores devedores e consumidores não são cobrados.

O que tiramos de concreto de tudo isso?

O povo quando se mobiliza è mais forte do que tudo, pois a democracia e liberdade emanam do povo, temos que nos organizar e pressionar somente assim as coisas funcionam, foi uma demonstração de cidadania de todos que lá estavam e dos que em casa acompanhavam pelas rádios, espero que nas próximas votações de relevância como o aumento dos salários dos vereadores, prefeito e secretários estejam todos lá novamente.

Sem esquecer que apartir do dia 1˚ de janeiro a passagem do transporte público passará a custar R$ 2,00, ou seja, 25% de aumento eles os nobres vereadores dirão “foi o conselho municipal de transporte que instituiu, nós não temos nada que ver com isso”, è brincadeira ou quer mais?

Aumento e mais aumento o povo e os trabalhadores já não agüentam mais, e necessário nos organizarmos e discutirmos a luta de classe, entre o que detém o “capital” o dinheiro seus interesses políticos através de seus velhos partidos e nós trabalhadores que temos a força do trabalho e que infelizmente sofremos com os desmandos, pois não temos “ainda” um verdadeiro representante de nossos anseios e ideais na casa do povo.







Feliz 2011 a todos, muita saúde o resto a gente corre atrás,,,,, valeu.



Rogério Benites

domingo, 26 de dezembro de 2010

Vereadores, Prefeito e secretàrios de Livramento receberao aumento de 5 % ?

alèm de ser contra o aumento da taxa dàgua do DAE, IPTU, estacionamento rotativo ou qualquer outro forma de tributo que aumente a carga para os trabalhadores, nòs do PSOL vamos pautar com o novo presidente da camara de vereadores Sèrgio Moreira que o aumento de seus salàrios do prefeito e secretàrios seja de 5 % o mesmo que os trabalhadores receberam em mèdia no Brasil, haja vista, que depois do aumento dos deputados federais, senadores, presidente, deputados estaduais o direito ao aumento se estenderà atè a o nosso legislativo.

Sei que o que està em lei no orçamento nao pode ser mudado, 7% ou 8% destinado ao legislativo, porèm se todo os recursos nao forem utilizados, eles retornam ao executivo e poderao receber novo destino como a pròpria lei permite, 25% para a Educaçao, 15% Saùde e assim por diante, seria de bom tom se os recursos fossem destinados para instituiçoes que necessitem efetivamente como a Santa Casa de Misericòrdia, deste que preste conta do recursos pùblicos.

Em 2008 os vereadores se deram 40% de aumento aqui em Livramento, externamos ao povo nossa indignaçao mas infelizmente grande parte das pessoas ainda acredita nas velhas politicas e seus velhos partidos

O que se percebe è a falta de posiçao politica em defesa dos interesses do povo e dos trabalhadores na camara de vereadores de nossa cidade, tanto a situaçao como a dita oposiçao sao defensores de seus interesses os de quem os patrocina.

O povo merece ter um representante que lute pelos seus ideais no legislativo santanense, para que isso aconteça necessitamos concientizar cada vez mais as pessoas o povo, pois quem sempre sofre e acaba pagando a conta è o lado mais fraco, nòs trabalhadores estamos sem representatividade politica.

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Parlamentares 62% x Trabalhadores 6%

Enquanto que o reajuste previsto para o salário mínimo em 2011 será de apenas 6% (somente repondo as perdas inflacionárias), nesta semana os parlamentares aprovaram um aumento de 62% em seus próprios salários. O PSOL foi o único partido a se manifestar contra esse aumento.




Ao mesmo tempo em que o governo Dilma já anuncia cortes generalizados nos gastos sociais em 2011, os parlamentares também aprovaram aumentos de 133,96% para a presidência da República e de 148,63% para os ministros.



Ou seja: para os gastos sociais, o arrocho. Para parlamentares, presidente e ministros, aumentos muito acima da inflação

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Abaixo-assinado Construçao do Hospital Pùblico em Santana do Livramento

Movimento Prò-Construção do Hospital Público em Sant`Ana do Livramento.



O Governador Tarso Genro se comprometeu de construir quatro novos hospitais em seu governo totalmente pelo SUS, vide em seu

bloghttp://www.blogdotarso.com.br/manifesto-da-saude/
Eu quero que um seja em nossa cidade livramento e voce?

Vamos multiplicar a proposta com amigos e contatos assinem e façam parte desta luta.



Iniciamos abaixo-assinado in loco, agora com a oportunidade de fazer via internet convido a todos(as), para que se somem nesta luta e multipliquem a idèia, onde quem ganharà certamente serà o nosso povo e a regiao, prestando atendimento a saùde, gerando emprego e renda e desenvolvendo a regiao da fronteira.



Maiores informaçoes em meu blog http://rogeriobenites.blogspot.com/


Obrigado


Nós, cidadãos, abaixo-assinados, viemos através deste, requerer que seja construído um hospital público em Sant`Ana do Livramento, dando continuidade ao anseio popular por uma saúde pública, gratuita e de qualidade.



Justifica-se o presente pela falta de atendimento a saúde digna para a população da fronteira, devendo ter que deslocar-se 1000 km ida-volta para receber atendimento à saúde, por nossa cidade não ser referencia na área da saúde e por sermos a região mais pobre do Estado. Buscamos a efetividade do direito fundamental à saúde, conforme a Constituição Federal, através de um hospital totalmente SUS.



http://www.peticaopublica.com.br/PeticaoVer.aspx?pi=P2010N4463#

quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Lançado abaixo-assinado pelos direitos políticos de Luciana

A deputada federal Luciana Genro lançou na última segunda-feira, 6, um movimento pelo direito de candidatar-se a vereadora de Porto Alegre em 2012. Segunda mais votada ao cargo de deputada federal nestas eleições na capital gaúcha, Luciana não foi reeleita devido à regra do coeficiente eleitoral. E pode ser considerada inelegível, pois seu pai, Tarso Genro, elegeu-se governador do Estado. Agora, a parlamentar quer representar a população que lhe deu cerca de 60 mil votos (130 mil em todo o Estado) na Câmara Municipal.

No ato realizado no salão nobre da Faculdade de Direito da Ufrgs, com a presença de personalidades de diversos partidos políticos e movimentos sociais, foi lançado um abaixo-assinado em defesa dos direitos políticos de Luciana. A petição já está disponível na web através do link

www.peticaopublica.com.br/?pi=LG2012.

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

Santa Casa de Misericòrdia

Rogèrio Benites: Mudanças Necessàrias

Mudanças Necessàrias

Mudanças necessárias


Vivemos na era da informação, globalizados, transacionamos bens e serviços, bilhões de dólares na bolsa de Nova York podem ser transferidos automaticamente para a bolsa de valores de São Paulo, Tókio ou Londres, com um simples toque de dedos, ela dita a velocidade de nossas vidas.

Ao vivo acompanhamos os fatos sociais enchentes na Venezuela no Peru, assistimos também que Mahmoud Ahmadineja do Irã informar ao mundo que tem em sua pose urânio enriquecido, segundo ele para fins pacíficos, mas para a ONU existe a possibilidade de que este país construa a bomba atômica, ou seja, estamos conectado globalmente. 

A invasão na favela da rosinha no Rio de Janeiro os caveirões subindo morros a policia prendendo bandidos e traficantes, todos os gols da rodada final do campeonato brasileiro o choro dos milhares de torcedores as alegrias e tristezas tudo on line ao vivo sim a era da informação chegou para ficar trazendo os pròs e contras como tudo na vida.

Percebemos que o que parecia impossível para nossos pais e até para nós mesmos de ocorrer já foi, não è mesmo? Celulares, internet, ipod, etc. mais e mais produtos que nem ao menos sabemos exaurir sua capacidade de recursos já lançam um novo mais sofisticado para comprarmos.

Isto nos faz pensar, analisar e concluir que realmente assim como a era da informação há outras tantas coisas tão importantes como nos comunicar e estar informado está mudando a toda hora, o mundo a sociedade a natureza, não somos mais quem éramos ontem, imaginem há alguns anos e o tempo vôo e tantos fatos aconteceram. Lula presidente, reeleito, Dilma a primeira mulher presidente do Brasil quem diria? Tarso governador do Rio Grande do Sul cito estes novos governantes para ilustrar e para chegar ao nosso mundinho a nossa aldeia chamada de Livramento.

Pois quando abro o jornal leio e também percebo mudanças importantes, necessárias como as novas direções da ONG alo Rin, APAE e a mais importante a meu ver a vitória da oposição na URCAMP, após 19 anos de poder o Sr. Medina e seus aliados deixarão o poder, o compromisso da nova reitora de Bagé a Senhora Lia è de realizar eleições diretas para a escolha do prò-reitor no próximo ano. 

Eu que fui acadêmico da instituição, hoje formado em administração de empresas sempre defendi a democracia, transparência e a independência de Bagé em todos os níveis e por posiçao polìtica não era bem visto por muitos professores e alunos, ainda mais socialista e líder do PSOL em uma instituição conservadora de uma região do estado atrasada culturalmente e educacionalmente, mas enfim quem diria que isso iria mudar?

Concretamente era necessária esta mudança, pois senão o fim chegaria primeiro, quem lê conhece a realidade da universidade sabe do que estou falando.

Entretanto o respeito e a consideração que tenho pela instituição, è imensa, aprendi a gostar e fazer parte com muito orgulho do mundo acadêmico a construir o conhecimento.

Torço e trabalharei para que cada dia a sociedade melhore suas condiçoes para com o nosso povo, dando oportunidade para quem nela deseja trabalhar e crescer dignamente, honestamente, por isso as mudanças sao necessàrias.

Outra mudança necessária será na direção e provedoria da Santa Casa, meu próximo texto.

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Pluralidade marca o ato em defesa da elegibilidade de Lucina Genro


Pessoas ligadas a diversos partidos políticos, entidades jurídicas e sindicais, movimentos sociais e estudantis, sociedade civil e eleitores em geral lotaram na noite desta segunda-feira, 6, o salão nobre da Faculdade de Direito da Ufrgs, em Porto Alegre, para defender o direito da deputada federal Luciana Genro (PSOL) de ser candidata a vereadora em 2012. Dentre as autoridades que prestigiaram o evento, estavam o vice-governador Paulo Feijó (DEM), o ex-governador Olívio Dutra (PT), o prefeito José Fortunati (PDT),a senadora eleita Ana Amélia Lemos (PP) e os deputados Ibsen Pinheiro (PMDB) e Manuela d’Ávila (PCdoB), além de deputados estaduais, vereadores e lideranças ainda de outras siglas, como PV, PPS e PTB.


“É um prazer poder reunir personalidades tão variadas neste ato político-jurídico”, declarou Luciana, que fez ainda questão de saudar as presenças de amigos como o músico Thedy Correa, o advogado e apresentador José Antônio Pinheiro Machado e a própria mãe, Sandra Genro. Luciana explicou a ausência do pai, Tarso Genro, que foi chamado para uma reunião em Brasília com o presidente Lula. “Acho que Lula sabia deste ato…”, brincou a deputada, que aproveitou para apontar uma diferença marcante na política dela e de seu pai: a relação como governo federal. Tarso sempre foi nome forte do governo, ocupando quatro ministérios, enquanto Luciana foi expulsa do PT por combater a reforma da Previdência. “É mais uma demonstração de que temos trajetórias distintas e políticas divergentes, embora pai e filha.”

Tarso enviou uma argumentação jurídica sobre a controvérsia a respeito da elegibilidade de Luciana. Filha do governador eleito, ela poderia perder os direitos políticos, pela letra fria da lei, que impede a eleição de parentes de governantes a instâncias inferiores a seus cargos. Sandra leu trechos do textos, em que Tarso argumenta que a norma que prevê inelegibilidade de parentes visa ao “alargamento da liberdade política”, evitando oligarquias familiares, “e não a sua restrição”. Luciana já sendo detentora de conhecida carreira política não poderia ter seu direito constitucional de ser votada devidos a laços consaguíneos. O jurista Fábio Konder Comparato também enviou argumentação nesse sentido, lembrando ainda que Luciana é “representante fundamental das ideias socialistas na política brasileira e gaúcha e não pode ficar à parte da vida eleitoral”.

Luciana recordou que há correntes jurídicas que apontam interpretações diferentes para a Lei das Inelegibilidades: “Há a corrente reacionária – que é a mesma que tentou impor a cláusula de barreira e que tanto defente o coeficiente eleitoral – que usa a leis para restringir o acesso do partidos pequenos, das ideias socialistas, à vida política”, acusou. Ela contou que, ao começar a militar aos 14 anos, nunca pensou que seguiria uma carreira política: “Não queria me candidatar a cargos públicos, queria atuar em sindicatos – coisa que nunca fiz -, mas a vida me levou ao Parlamento e lá eu represento uma expressiva parcela da população. Nestas eleições, fui a segunda mais votada em Porto Alegre e quero seguir representado esses eleitores.”

O ato abriu um movimento que se estenderá por dois anos, a fim de sensibilizar a Justiça eleitoral do desejo coletivo e da legabilidade da candidatura de Luciana. No evento, foi lançado um abaixo-assinado que seguirá circulando pela cidade e, em breve, estará disponível na internet. “Obrigada pela presença e por estarem dispostos a comprar esta briga conosco!”, agradeceu a deputada.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Wainer uma avaliação de seu governo

Avaliação do governo Wainer PSB segundo o instituto Mèthodus a administração municipal foi avaliada como ruim ou péssima por 47,8% abaixo do governo corrupto de Yeda do PSDB que ficou com 40%, avaliado como péssimo ou ruim, demonstra a indignação do povo santanense com a política adotada pelo mandatário municipal e sua base de governo.

Dentre elas o fechamento do Hospital Santa Casa por 5 meses as centenas de mortes e a demissão de mais de 100 trabalhadores do hospital, mesmo Wainer defendendo-se na reportagem de domingo último No jornal Aplatèia, onde diz e transfere a responsabilidade para o governo do Estado e para “Os donos do Hospital” devido o hospital ser privado e receber recursos públicos sem prestar contas a comunidade o que de certa forma tem razão.

Outro fator de fundamental importância no contexto certamente è o aumento da taxa d’água pelo DAE para tapar os furos dos últimos administradores ao qual está sendo discutido na câmara de vereadores e o aumento de 8,5% no IPTU já aprovado, dentre outros aumentos e taxas cobradas dos contribuintes, onde em contrapartida o município deveria oferecer serviços à população santanense como acesso à saúde, segurança, educação e geração de emprego, mas não o tem efetivamente, vide Livramento não è referencia em nada na saúde, somente manda os pacientes para fora da cidade, o narcotráfico e a prostituição infantil aumentaram seus índices, assim como o desemprego onde as pessoas continuam indo embora da cidade para ter dignidade através de um emprego.

Wainer terá a oportunidade de se redimir ou amenizar seus índices de reprovação com a nova conjuntura política onde o PSB faz parte do governo federal da presidente Dilma e è o Vice de Tarso Genro com Beto Gril fazendo em um ano o que não fez em seis.

Ou seja, as pessoas começam a perceber a importância de elegermos verdadeiros representantes de seus interesses, que verdadeiramente lutem pelos mais necessitados, pelos trabalhadores, haja vista que na atualidade no legislativo santanense existem bastante publicidade e gastos do dinheiro do povo, mas de trabalho concreto de beneficio è quase zero.

Nós do PSOL apresentamos projetos nas eleiçoes de 2008, a nossa posição è clara tanto na questão do Hospital, seu fechamento foi uma decisão política assim como sua reabertura, quanto a questão do DAE entendemos que nao deve haver aumento algum  na taxa d’água, caso haja deve ser para os maiores consumidores e cobrar dos grandes devedores, reduzir a taxa para os trabalhadores, assim como isentar quem está abaixo da linha de pobreza e que recebem a bolsa família,a final estamos acima do maior reservatório de água doce do mundo o aqüífero Guarani e, portanto nada mais justo que façamos um bom uso desse recurso assim como sua preservação.



Rogério Benites

Próximos textos:

Mudanças necessárias

Urcamp, ONG alô Rin, APAE e Santa Casa