rogbenites@gmail.com

terça-feira, 20 de abril de 2010

PP decide por apoio à coligação com Yeda e reivindicam o vice

Quando o BARCO VAI AFUNDAR DEFINITIVAMENTE, os ratos o abandonam imediatamente, alguns partidos já haviam abandonado a candidatura de Yeda, vide PMDB/PDT com a candidatura de Fogaça, PTB com Lara e DEM, mas continuam mamando no governo com seus cargos, tudo pela governabilidade.
Não há respeito para as decissõe de base, os caciques decidem pela maioria, comentei aqui sobre a candidatura do BETO do PSB, e sua proposta para que o PP faça parte do leque de sua coligação, a prefeitura de Livamento estaria no rol de negociações.


Acompanhem abaixo o texto de hoje fonte jornal do Comércio.

O PP decidiu nesta segunda-feira encaminhar proposta de aliança com o PSDB da governadora Yeda Crusius. Na corrida pela reeleição, a chefe do Executivo gaúcho já conta com o apoio do PPS. PP quer indicar o vice na chapa majoritária e garantir apoio incondicional à candidatura ao Senado Federal. A resposta dos tucanos é aguardada até a próxima sexta-feira, quando ocorre o lançamento da pré-candidatura de Ana Amélia Lemos.Os progressistas vão cobrar ainda o compromisso de que acordo aconteça também nas chapas proporcionais à Assembleia e à Câmara.

Durante a reunião da executiva em Porto Alegre, das 26 coordenadorias do Interior, 20 levaram ao partido o voto pelo apoio a Yeda. Além das bases, o diretório contou com pesquisa encomendada ao instituto Índex. Apesar dos números desfavoráveis a Yeda, que enfrenta rejeição de 47,1% e teve seu governo avaliado como péssimo por 38% dos entrevistados, o PP optou pelo PSDB. Entre as manifestações, houve quem pediu paciência sobre o acordo. O prefeito de Pelotas, Adolfo Fetter Jr., ressalvou que é preciso unidade na decisão. "Ir para a eleição de qualquer jeito, sob a alegação de estamos perdendo tempo é um erro."
O encontro na Capital foi comandado pelo presidente do PP, Pedro Bertolucci. "Vamos encaminhar ao PSDB a aliança. Se não forem aceitas as condições passaremos a tratar com outros partidos", garantiu, sinalizando que o PP conta com alternativas, como apoiar o PMDB, que já fechou com o PDT, ou compor com o deputado federal Beto Albuquerque (PSB), que confirmou, no final de semana, a manutenção de sua candidatura.

Nenhum comentário: