rogbenites@gmail.com

domingo, 4 de abril de 2010

Pedro Ruas a terceira via pela esquerda, Roberto Robaina e Rogério Benites

A pesquisa Data Folha sobre a eleiçao do RS foi publicada no Estado hoje. O candidato do PSOL, Pedro Ruas, aparece com 2% das intençoes de voto. Entre a faixa etária de 41 a 59 anos, Ruas surge com 4%. Nunca deixo de lembrar que Rigotto, na eleiçao que saiu vitorioso, começou com 3%; e Hugo Chavez, na sua primeira disputa, que saiu vencedor, em 1999, começou com 3%, depois de ter sido encarcerado pelo governo de Carlos Andrez Peres, da Socialdemocracia burguesa da Venezuela. Voltando aos pampas, o certo é que o nome de Ruas coloca a possibilidade real do PSOL se desenvolver como um pólo de construçao de uma alternativa de esquerda com peso em setores de massa. Isso já ficou visível com a disputa da prefeitura de Porto Alegre, quando Luciana Genro chegou próximo de 10% dos votos da capital. Nesta disputa o PSOL conquistou duas cadeiras na Câmara dos Vereadores. Agora lutamos no terreno estadual, náo apenas na capital dos gaúchos. O grande desafio é consolidarmos esta possibilidade de construçao de uma alternativa com capacidade de direçao de massas. Ruas é um grande nome para esta tarefa. Vamos todos arregaçar as mangas.

Para acrescentar o texto do nosso presindente estadual do PSOL, é de fundamental importancia, aprofundarmos um pouco mais na pesquisa, nos dados de maior relevancia, que para mim são dois:

A data da realização da pesquisa entre dia 30 e 31 de março, quando o MP não havia se manifestado sobre o caso Eliseu Santos, secretário de fogaça PMDB por envolvimento político com o caso SOLLUS, que desviou R$ 10 milhões da saúde na prefeitura de Porto Alegre.

Outro é que 74% dos entrevistados não sabem em quem votar nas próximas eleições. percebe-se que a sim um cetissismo, uma verdadeira descrença no políticos tradicionais e seus partidos, sendo que na maioria das vezes estão envolvidos na corrupção que desvia bilhões dos cofres públicos, que deveria suprir as demandas como saúde, educação, segurança, acaba indo para as quadrilhas e seus representantes no sistema. 

O PSOL é a única alternativa de poder para o povo gaúcho, reunindo ética, coerencia e um projeto democrático, fazendo com que o Rio Grande do Sul seja exemplo para todo o Brasil, na luta e organização do povo.

Ou seja, a eleição está aberta vamos a luta

Feliz Páscoa.

Um comentário:

Partido Alfa disse...

Rogério, infelizmente a experiência nos mostra que TODO socialista brasileiro é uma coisa na oposição e outra no poder. Queria estar errado e ver os socialistas brasileiros como os socialistas uruguaios, mas não são. Alem disso, voce tem ideia do que significa votar em Pedro Ruas, um cara que nunca produziu um ovo? Tudo o que ele fez e faz na vida é agir contra empresas e empresários. Se fosse eleito, não daria importancia nenhuma para o Sistema de Produção, como fez Olivio Dutra, que mandou embora a Ford. Para encerrar, o caso Elizeu Santos está ligado a um caso de corrupção do Assessor Juridico da SMS de Porto Alegre e não do Sollus.