rogbenites@gmail.com

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Roberto Robaina quem produz mais no campo

estudos da FIPE/USP indicam que 55% do PIB gaúcho vem da agropecuária. Não é pouca coisa. E não há dúvida de que o fundamental desta produção nao vem dos latifúndios nem das empresas capitalistas cujo centro é a produçao para exportaçao. Vem da pequena e media propriedade. 86% dos estabelecimentos gaúchos rurais são da agricultura familiar, de até no máximo 160 hectares. Estes estabelecimentos ocupam 992.088 mil pessoas, isto é, 81% das pessoas ocupadas no campo. Este é o primeiro indicador que salta à vista no último censo agropecuário: a agricultura familiar é quem garante o maior número de emprego no campo. E a produtividade também é maior. Enquanto as grandes propriedades têm como produtividade por hectare R$ 547/ha/ano, na agricultura familiar é de R$ 1.462/ha/ano. A familiar é 67% mais produtiva. E é esta a agricultura, aliás, que garante 70% do abastecimento de alimentaçao para as cidades, como de resto ocorre no Brasil. Por isso tudo os grandes latifundiários e a Farsul nao quer rever os índices de produtividade para ver qual fazenda é produtiva ou nao.

Nenhum comentário: