rogbenites@gmail.com

domingo, 7 de fevereiro de 2010

Demissões na Santa Casa

Na proxima segunda-feira dia 08/02/2010, a direção da Santa Casa de Misericórdia, atualmente assessorada pelo grupo hospitalar Mãe de Deus, demitirá 100 trabalhadores do hospital.
Na assembléia da última sexta, foi dada a noticia pela direção do sindicato (traidor), aos funcionários, muitas lágrimas escorreram nos rostos tensos dos colegas, principalmente dos mais antigos.

A proposta levada pela direção do sindicato e aprovada pelo funcionários será implementada, demitirão 100 funcionários sem pagar um centavo, ou seja, conseguiram fazer a mesma coisa que na Casa de Saúde, no Armour, no Lanificio ....

Em 2007, a direção do sindicato junto com a mesa diretiva do hospital tentou demitir o mesmo número de trabalhadores, havia lista para demissão.
Eu enfrentei a direção do sindicato e do hospital, conseguindo estancar as demissões. Paguei pela coragem, pela posição política, fui demitido injustamente, mesmo possuindo estabilidade, pois sou membro da CIPA( Comissão Interna de Prevenção de Acidentes), configurando perseguição política e desrespeito aos direitos constitucionais, ganhei sentença da justiça do trabalho ao meu favor, anulando a eleição de 2008, ratificando meu direito, caso seja eleito de retornar ao quadro funcional do hospital.

A direção do sindicato me impediu de me manifestar, nas assembleias, chegando a ameaçar vias de fato, demonstranto sua prática autoritária e entrequista de comandar a categoria, mesmo assim nunca os abandonei, aconselhei as principais lideranças, inclusive o próprio presidente, ao qual, divergencias e contradições são claras entre nós, para que pautassem pelo que sempre eles defendiam, demissões com pagamentos dos trabalhadores, diferentemente de nós do PSOL sempre dizemos em alto e bom tom "NÃO AS DEMISSÕES", pois elas, elevam o passivo do hospital, criam caos social, gerando mais desemprego numa cidade com mais de 20 mil desempregados, e, além domais, a decissão não será técnica e  sim política, os amigos e indicados pelo prefeito, vereadores, os envolvidos no processo de corrupção, que desviou 500 mil do hopital, os pucha saco, continuaram com seu emprego garantido.

O prefeito Wainer, esteve na assembéia, dizendo que sempre foi assim os trabalhadores serão demitidos para salvar o hospital, mas 230 ficarão empregados. Chega a ser patético Wainer, quando ele disse para os funcionários escreverem cartas para os governos e deputados, ajudarem o hospital com recursos para o pagamento dos salários atrasados, ele  é governo, ele é o prefeito, o PSB de Beto Albuquerque, que é lider da bancada dos deputados federais do RS, é mentor de seu governo.

É muito triste, realmente, todos querem que o hospital reabra imediatamente suas portas para atender a população carente de nosso municipio.

Acharam os culpados pela corrupção, más gestões, pelo fechamento do hospital, OS TRABALHADORES e o POVO, como sempre a corda sempre rebenta do lado mais fraco.

Espero que o povo não esqueça de quem fechou o hospital na próximas eleições, ou alguém tem algo a dizer ao contrário, que nos governos LULA ( PT, PMDB, PP, PTB,PSB, PDT), YEDA ( PSDB, PMDB, PTB, DEM, PPS, PDT, PP) e WAINER ( PSB, PSDB, PDT, DEM, PR ), o hospital Santa Casa fechou.

Eles estão todos juntos tanto no governo federal, estadual ou municipal, ou seja, não estão nem ai para o povo e para os trabalhadores.

Acorda Livramento...............É hora de fazer justiça
A única maneira neste sistema é através do voto.

Nenhum comentário: