rogbenites@gmail.com

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Seleção de Rivera x Gremio Bagé

        Ontem assisti o jogo treino entre os dois times no estádio Atilio Paiva em Rivera, onde o Gremio Bagé venceu pelo placar de 2 x 0 a seleção de Rivera, demonstrando um melhor preparo fisico que os uruguaios. A seleção de Rivera está disputando o campeonato do interior do Uruguai, já o Bagé estreiará dia 31 de janeiro contra o 14 de julho em casa, no pedra moura sua participação na segundona gaúcha.  O ingresso ao preço de R$ 3,00 , mesmo sendo popular, para um clássico de rivalidade entre os dois países, não foi concorrido pelo torcedores tanto de um lado, quanto de outro da fronteira, se teria 100 torcedores era muito.

        Somente ao chegar próximo ao estádio, quem conhece sabe seu simbolismo, pois ali na região estão os principais clubes de Rivera, Oriental, Huracan, Penharol e claro o própio estádio que foi quase que totalmente reformado em 1995, para a realização da Copa América de Seleções. Ao entardecer curtir um jogo aguerrido, suado, brigado, em um belo estádio que tem capacidade para 27 mil expectadores, que mantém um gramado invejável, perfeito para realização das belas jogadas, das arrancadas espetaculares, dos dribles desconcertantes.

       O primeiro tempo as equipes trataram de estudar um a outra, com jogadas lançada a aréa somente e pouca chance de gol. Na segunda etapa os técnicos fizeram modificações nos esquemas táticos com as trocas de alguns atletas. Lógicamente um jogo entre dois times de diferentes países, já é motivo para disputa mais asperas, não poderia ser diferente entre brasileiros e uruguaios, ainda mais agora que os uruguaios se classificaram para a copa da africa de 2010, estão cheios de moral. A seleção de Rivera cansou, o Bagé aproveitou-se e marcou seus dois gols na pressão, em uma bela jogada pela linha de fundo, alçada a aréa e de cabeça o centrovante guardou no fundo das redes, o outro gol o atacante chutou o goleiro deu rebote e o jogador do Bagé chutou para as redes. Quando o clima quis ensquentar, o jogo foi encerrado, terminando sem brigas, graças a Deus. Outro espetáculo a parte é a iluminação do estádio, perfeita o azul da luz contrastanto com o verde do gramado é maravilhoso, muitas outras histórias vieram a mente, mas serão escrita em outra oportunidade, de concreto foi muito bom para descontrair, deixar a mente livre e recordar. No entanto observar a forte equipe do Bagé, foi positivo, esta equipe certamente dará muito trabalho para o 14 de julho tanto lá em Bagé quanto qui em Livramento.

Nenhum comentário: