rogbenites@gmail.com

quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

Aplatéia, Sisprem e DAE

A manchete do jornal de amanha, discussoes nas radios .......................

" Vereadores ouvem o apelo e sedem a pressao popular ao nao aprovar o aumento da taxa da àgua do DAE"  ?


Hoje fui assistir a uma peça de teatro na câmara de vereadores, pois seriam votados projetos importantes para a comunidade santanense, os protagonistas logicamente, os nobres vereadores.  Estavam presentes dirigindo os trabalhos na mesa o presidente da casa Bernardino Fontoura do PSDB, vice Melado do PTB e substituindo ao secretário e futuro presidente Sérgio Moreira que assumirá dia 3 de janeiro o Xepa do PDT, a bancada da situação do governo Wainer estava completa com a presença do Nelmo, Batista e Ivan todos do PSB, Ivan substituía Edu do DEM, pelo lado da dita oposição estavam Glauber do PT, Carine PMDB, Germano e Coronel PTB.



Pela importância do momento e o apelo da mídia, o plenário estava lotado, com lideranças políticas, representantes de associações de bairros e pessoas da comunidade. Ao abrir a sessão de imediato informaram que havia um acordo entre “TODOS” eles para votarem o Projeto de Lei n˚ 164/0 – Altera os artigos 154 e 157 da Lei municipal n˚5066/06, adequando essa aos dados atuariais pertinentes a assistência à saúde, redefinindo os descontos e co-participação dos segurados do SISPREM.

A proposta da situação era de aumentar em mais de 50% consultas, exames e hospitalizações, com o “ACORDAO” entre os vereadores, aprovaram por unanimidade um aumento em média de 30% nos itens citados acima, ou seja, uma vergonha, apesar do apelo e protestos dos funcionários públicos e do DAE que estavam presentes. Sem ao menos discutir e propor alternativas para amenizar a situação falimentar do sistema de previdência do município, foi goela abaixo, a alegação foi a seguinte votamos uma ementa que rebaixa o reajuste ou passaria assim mesmo.

“Os funcionários públicos pagaram a conta mais uma vez, os trabalhadores como sempre, infelizmente pela falta de representantes que defendam seus interesses naquela casa e na própria direção de seu sindicato”.


        Chegou a hora de apreciar o projeto mais esperado por todos,  o aumento da taxa da água, Projeto de Lei n˚167/10 fixa as taxas de água, esgoto expediente e de prestação de serviços do DAE e dá outras providencias.   Muita falácia da oposição, aproveitando o grande público presente como era de esperar. 

O povo com cartazes e palavras de ordem cobrou dos ilustres vereadores para que não aprovassem o aumento da taxa da água, a pressão surtiu efeito e por cinco votos foi rejeitado o projeto de Lei, sendo que o melado que vota com situação votou contra o aumento.





Quase todo o plenário ecoou “O povo unido jamais será vencido”, a consciência e o medo de não ser reeleito pesou entre os vereadores.

Conseguimos, pelo momento não pagar a conta, ficou claro e evidente que as más gestões na autarquia nos últimos anos è que a levaram a esta grave crise financeira, porém se percebe que a situação è grave e no ano que se inicia Wainer e seus aliados irão tentar de novo, fazer com que a corda rebente no lado mais fraco, nos “trabalhadores”, como sempre, pois os maiores devedores e consumidores não são cobrados.

O que tiramos de concreto de tudo isso?

O povo quando se mobiliza è mais forte do que tudo, pois a democracia e liberdade emanam do povo, temos que nos organizar e pressionar somente assim as coisas funcionam, foi uma demonstração de cidadania de todos que lá estavam e dos que em casa acompanhavam pelas rádios, espero que nas próximas votações de relevância como o aumento dos salários dos vereadores, prefeito e secretários estejam todos lá novamente.

Sem esquecer que apartir do dia 1˚ de janeiro a passagem do transporte público passará a custar R$ 2,00, ou seja, 25% de aumento eles os nobres vereadores dirão “foi o conselho municipal de transporte que instituiu, nós não temos nada que ver com isso”, è brincadeira ou quer mais?

Aumento e mais aumento o povo e os trabalhadores já não agüentam mais, e necessário nos organizarmos e discutirmos a luta de classe, entre o que detém o “capital” o dinheiro seus interesses políticos através de seus velhos partidos e nós trabalhadores que temos a força do trabalho e que infelizmente sofremos com os desmandos, pois não temos “ainda” um verdadeiro representante de nossos anseios e ideais na casa do povo.







Feliz 2011 a todos, muita saúde o resto a gente corre atrás,,,,, valeu.



Rogério Benites

Nenhum comentário: