rogbenites@gmail.com

domingo, 15 de julho de 2012

Aplatéia e Wainer/PSB/Gornatti/PSDB são os culpados pela baixa participação dos santanenses a votação ao orçamento das demandas 2013 do governo do Estado.



Má gestão, uma total desorganização tanto do governo municipal através do Secretário de Desenvolvimento Sérgio Aragón quanto da imprensa, onde o Jornal Aplatéia tentou direcionar a votação para as demandas de “seu” interesse, e do governo Wainer. A não divulgação da eleição ao Orçamento do Estado do Rio Grande do Sul antecipadamente para que o povo santanense pudesse participar efetivamente. O que de fato não aconteceu apesar de meu esforço, creio que se as pessoas soubessem antes sobre a eleição teríamos um resultado bem diferente do que foi. Outra questão que vocês podem perceber claramente é de que em nenhum momento foi divulgado no jornal as prioridades estratégicas onde estava a Construção do Hospital SUS de Fronteira, demanda esta minha e do PSOL e de muitos lutadores de diversas classes de nossa sociedade que compreenderam esta necessidade, porque será? Porque é a luta do PSOL de Rogério Benites? Entretanto esta demanda venceu com quase 100% dos votos de todos os municípios da fronteira Oeste.

Enquanto isso, Livramento ficou na “sexta” colocação, vejam perdendo para cidades de menor porte e população como Rosário do Sul, São Gabriel, Alegrete, São Borja, sendo exceção Uruguaiana, o que afirma minha tese acima.

“Portanto senhores e senhoras para mudar esta situação e garantirmos a luta pela Construção do Hospital SUS de Fronteira que atenda brasileiros e uruguaios, além de outras demandas dos trabalhadores e do povo santanense é elegendo um candidato a vereador do PSOL, votando no 50 um mandato que faz falta.”

Acompanhem abaixo a reportagem do jornal  Aplatéia os resultados, ainda incompletose as desculpas esfarrapadas tanto do jornal quanto do Secretario de Desenvolvimento Sérgio Aragón.

Livramento registra demandas aprovadas

O secretário de Governo, Sérgio Aragon, que também responde pelo Desenvolvimento, confirmou na sexta-feira as demandas aprovadas na votação da participação cidadã, ressaltando que embora o número de votantes tenha sido menor do que o esperado, foi significativa a participação. Aragón fez um especial agradecimento a todos os voluntários que participaram no processo de votação e aos integrantes do Comude, representando diferentes entidades que, com interesses muitas vezes antagônicos, mobilizaram-se para um único objetivo: eleger as prioridades definidadas pela maioria.
“Muitos tiveram, inclusive, que abrir mão da sua demanda para fortalecer a votação em demanda de outra área por ser mais viável. Ficamos um pouco tristes, pois tínhamos a meta de eleger seis projetos, incluindo um de vital importância, que seria a construção de uma casa de passagem para mulheres. Mas o frio e a chuva prejudicaram o trabalho, com um comparecimento menor do que esperávamos. Contudo, ainda tivemos uma participação significativa por parte da comunidade” – conclui Aragón.



Nenhum comentário: